Água mole em pedra dura

aguamoleO conceito de relaxar.

Relaxar é das coisas mais difíceis de conseguir e é algo de tão fundamental para a vida!

Então, talvez possamos pensar em dedicar algum tempo a este conceito e ao seu treino. Porque relaxar não é abandonar-mo-nos no sofá…é um processo ativo que acontece a níveis profundos – dentro dos ossos, dos músculos, dos órgãos internos, e até no DNA. É importante ser intencional no relaxar e procurar métodos que nos convenham. A ideia de relaxar deve ser abraçada com naturalidade, não se pode forçar o relaxar. Mas pode-se treinar.

Segue uma sequencia simples retirada de um clássico chinês, “Muscle -Tendon Changing Chi Kung”:

Começar numa posição confortável, sentada ou de pé, manter a respiração natural e a atenção focada na intenção de relaxar em cada área por onde passa.

1- Relaxar a parte da frente do corpo: começando no topo da cabeça, passar a atenção por cada parte do corpo em sequência, inspirando e expirando em cada parte antes de passar à próxima. topo da cabeça – testa – olhos – pescoço frontal – peito – barriga – coxas frontal – peito dos pés

2 – Relaxar a parte de trás do corpo: de novo começando no topo da cabeça, passar a atenção por cada parte do corpo em sequência, inspirando e expirando em cada parte, antes de prosseguir: topo da cabeça – parte de trás da cabeça – pescoço atrás – costas – nádegas – coxas atrás – barrigas das pernas – pés

3 – Relaxar o lado direito e esquerdo do corpo simultaneamente: voltar ao topo da cabeça e seguir o percurso com as mesmas instruções : topo da cabeça – ambos os lados da cabeça –  lados do pescoço – ombros – parte superior dos braços – parte inferior dos braços – mãos – dedos – relaxar de novo os ombros – axilas – a cintura de ambos os lados – as ancas – a lateral das coxas – a lateral das barrigas das pernas – os pés – os dedos

4 – Relaxar através da linha vertical que atravessa o centro do corpo: voltar ao topo da cabeça e imaginar a linha que atravessa o centro do corpo, levando a atenção para cada ponto proposto, usando sempre a inspiração e expiração em cada ponto antes de prosseguir: começando no topo da cabeça seguir a linha até ao centro do crânio – centro do pescoço – centro do peito (coração ) – centro do abdomen (estômago) – centro do ventre (por trás do umbigo) – períneo – centro da planta dos pés

Repetir várias vezes até se decorar o percurso e conseguir executar tranquilamente.

 

 

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s