Pausa para a Primavera II

springbok

Primavera – Spring

pular, saltitar, pinchar, cabriolar, transpor, galgar, avançar, adiantar-se, investir, atirar-se

Em inglês a palavra que designa a estação da primavera – Spring – é exorbitante em termos de possibilidades de interpretação e significado, podendo ser empregue associada a ideias que têm a ver com a noção de mola, saltar, elasticidade, resiliência, tensegridade e ainda a ideia de origem, fonte ou raiz.

Nesta pausa vamos aceder a essa energia impetuosa dirigindo-a e trabalhando-a para fortalecer os tendões e músculos, combinando exercícios de estiramento que asseguram a integridade global do corpo, e proporcionam estabilidade e resistência.

Na alimentação vamos dedicar-nos ao detox do fígado e vesícula biliar, os órgãos desta estação segundo os princípios das Cinco Transformações.

Programa
Acolhimento : dia 16 de Março a partir das 17h
Despedida: dia 18 de Março a partir das 14h
– sessão de meditação ao despertar e ao recolher
– sessão de prática de chi kung de manhã e à tarde
– Introdução à Teoria das Cinco Transformações
– caminhada em meditação

Ementa
Sopas e caldos nutritivos segundo os conceitos da cozinha macrobiótica e das Cinco Transformações, confeccionados com produtos biológicos e de produção local.

100€ por pessoa
O valor inclui alojamento em quarto partilhado, alimentação e acesso a todas as sessões de prática.

Inscrições limitadas
theplacetopause@gmail.com

Power training com Zhan Zhuang Chi Kung

P1050094

No próximo dia 3 de Março propomos um dia de treino de Zhan Zhuang Chi Kung, dirigido por Margarida Bettencourt e com almoço de cozinha vegetariana macrobiótica confeccionado por Maria João Martinho.

Os músculos do corpo dividem-se em dois grupos – os do movimento e os da postura. Em geral os músculos relacionados com a nossa postura são curtos e localizam-se em camadas mais profundas próximo dos ossos.

Ao longo dos séculos, o Zhan Zhuang Chi Kung tem sido usado como treino fundamental para as artes marciais em que a capacidade de réplica rápida e explosiva é essencial.

O estar de pé de forma dinâmica nas várias posturas do Zhan Zhuang permite fortalecer os músculos e tecidos mais internos (estrutura nuclear – core) e assim revitalizar todo o corpo.

Neste dia vamos fazer um trabalho alternado de quietude e movimento para desenvolver a capacidade de se empregar cem por cento da energia e intenção, dirigindo-a para onde é necessária. Uma das práticas mais eficientes para o desenvolvimento de uma estrutura poderosa, é estar de pé como uma árvore.

Inscrições : theplacetopause@gmail.com

Programa aberto a todos os níveis de prática.
Chegada a partir das 9.30 – com chá de boas vindas

10h-13h Prática

13h 15h Almoço (ementa a anunciar)

15h -17.30 Prática e reflexão teórica.

Preço por pessoa : 60€

Inscrições limitadas!
theplacetopause@gmail.com

Pausa para a Primavera-Inscrições Abertas!

Retiro Zhan Zhuang Chi Kung e Detox

16 a 18 de Fevereirorebento

Na cultura chinesa, o ano novo coincide com o início da primavera, que este ano se celebra a 16 de Fevereiro. Com esta sintonia de datas, propomos para a próxima pausa celebrar a nova energia que brota e preparar o corpo para fruir dela.

No Livro do Imperador Amarelo diz-se que a Primavera é a estação do princípio do desenvolvimento da vida, onde as exalações do céu e da terra estão preparadas para gerar vida, e tudo se desenvolve e floresce. Durante este período o corpo deve ser encorajado a viver em harmonia com a exalação da estação, deve ser recompensado e libertado. Após uma noite de sono, devemos levantar cedo, soltar os cabelos e caminhar, abrandando e suavizando gradualmente os movimentos do corpo.

Segundo a teoria das Cinco Transformações esta é a estação do elemento Madeira, a que está associado o Fígado e a Vesícula Biliar. Assim, o programa de trabalho de corpo e a ementa serão elaborados para cuidar destes órgãos e sistemas, potenciando a sua energia característica. Vamos preparar o corpo para a primavera!

Programa

Acolhimento : dia 16 de Fevereiro a partir das 17h
Despedida: dia 18 de Fevereiro a partir das 14h
– sessões de meditação ao despertar e ao recolher
– sessões de prática de chi kung de manhã e à tarde
– caminhadas em meditação

Ementa
Sopas e caldos nutritivos segundo os conceitos da cozinha macrobiótica e das Cinco Transformações, confeccionados com produtos biológicos e de produção local.

100€ por pessoa
O valor inclui alojamento em quarto partilhado, alimentação e acesso a todas as sessões de prática.

Inscrições:

theplacetopause@gmail.com

 

Chegaram as urtigas!

urtiga

As urtigas são uma “praga” maravilhosamente nutritiva e uma das plantas mais versáteis e fáceis de consumir…tendo o devido cuidado para as colher e preparar…porque são muito irritantes para a pele devido a um ácido presente na folha.
Quando cozinhadas ou secas deixam de ter esta propriedade e pode-se consumir com segurança, no vapor, salteadas ou cozinhadas. Faz-se um chá fabuloso com as folhas, adoçando com mel e limão.

cháurtiga
As urtigas estão pejadas de nutrientes – vitamina C e A, cálcio, magnésio, potássio e são ainda uma fantástica fonte proteica. A sério! E agora estão mesmo tenrinhas!

A vaca que olha a lua

Com este quarto movimento das Oito Peças de Brocado conclui-se a introdução a este sistema de Chi Kung terapêutico. Estes movimentos praticados cada um por si ou em sequencia permitem um trabalho do corpo que integra de uma forma equilibrada todos os sistemas e órgãos.

Chi Kung Terapêutico e as emoções

emoçõesNa Medicina Tradicional Chinesa não há separação das dimensões físicas, psicológicas e emocionais do corpo. Qualquer desequilíbrio é tratado contemplando o corpo como um todo. Na prática de Chi Kung, como disciplina da MTC, há evidentemente aspectos da bio-mecânica do corpo que são importantes para desenvolver e aplicar nos exercícios. Uma compreensão funcional do corpo pode ajudar a uma integração mais completa da prática e dos seus efeitos. No entanto, é fulcral ter presente, que como prática essencialmente holística, são todas as dimensões do corpo que estão envolvidas na prática. Assim, as capacidades de escutar o corpo, dar tempo ao corpo para responder, dar atenção às subtilezas e mudanças de estado de corpo, são aspectos fundamentais a desenvolver nesta prática. Manter a noção de que as dimensões psicológicas e emocionais estão sempre presentes, que podem ser extraordinariamente reveladoras na prática, e podem ser essas dimensões que determinam escolhas de exercícios, tempos de permanência ou sequências na prática.