Chi Kung para o Coração

Na perspectiva da Teoria das Cinco Transformações ou Cinco Elementos, os tempos que vivemos definem-se por uma predominância da qualidade de energia Metal. Na natureza, o metal aparece nas profundidades da Terra e o seu movimento é de caracter contrativo, com um poder de apuramento, refinamento, concentração e foco. O cultivar da energia Metal significa apurar a clareza mental, o discernimento e a comunicação precisa, a expressão da verdade sem medo. 

Com o início da Revolução Industrial esta qualidade expressou-se no extraordinário desenvolvimento científico e tecnológico, que impulsionou a humanidade por vias de exploração e expansão concretizadas nas máquinas criadas para cortar e perfurar a terra, nos caminhos de ferro e pontes admiráveis que criaram ligações inéditas, numa capacidade espantosa de criar elos de comunicação assombrosos.

Nas Cinco Transformações, as energias não são herméticas, como em tudo na natureza, há ciclos de  interdependência que geram relações de regulação, num movimento dinâmico de transformação e regeneração.

É uma observação, já banal, a de que vivemos um tempo de desequilíbrio, desarmonia e excesso. O excesso de Metal é inequívoco e evidente – mesmo que não se conheça a Teoria dos Cinco Elementos. Os desequilíbrios do nosso ecossistema macro atestam os distúrbios na respiração da Terra, com o excesso de poluição, e a dificuldade em eliminarmos os nossos excedentes com a acumulação de lixo.

O órgão associado a Metal é o Pulmão e a víscera o Intestino Grosso. São os órgãos que governam a relação do nosso interior com o exterior, através da respiração e a eliminação de excessos. 

Fogo é o elemento que regula ou modera Metal, sendo o órgão associado o Coração, e a víscera o Intestino Delgado. Tem se revelado para mim fundamental a demanda de uma qualidade mais subtil e sensível da energia Fogo, no empenho de moderar os efeitos de um Metal em desequilíbrio. 

O treino consiste em apurar a sensibilidade do Coração,”a Fonte Suprema”, investir na compaixão e na empatia, brotar em generosidade e ternura.

Aninhado, enrolado, no centro do ventre está o Intestino Delgado onde se aloja também o centro energético inferior, o Dan Tian. Na dimensão física, ele tem como função diferenciar e escolher o que é nutriente, eliminando o que é resíduo na alimentação que entra no corpo. Separa o que é útil, do que não é. 

Na dimensão emocional expressa-se como a “Janela Celestial”, que quando aberta deixa a luz entrar e elimina o que é tóxico, abrindo espaço para a felicidade.

Esta é uma proposta de treino dedicado ao Elemento Fogo – uma prática para o Coração .


2 thoughts on “Chi Kung para o Coração

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s